Afegãos dançam em 1o festival de música no país em três décadas

sábado, 1 de outubro de 2011 16:49 BRT
 

Jovens afegãos se aproximaram da beira do palco, pulando e jogando os braços para o ar ao som da banda local White Page, e o punhado de guardas de segurança tiveram trabalho para contê-los.

A multidão se afastou rapidamente quando um homem vestindo jeans e uma camiseta justa foi ao chão para improvisar uma dança estilo "break".

O festival aconteceu em meio a forte segurança em um canto dos pitorescos Jardins Babur, um parque geralmente tranquilo ao redor do túmulo centenário de Babur, o primeiro imperador Munghal.

A data e o local foram mantidos em segredo até o último momento para evitar a chance de um ataque insurgente.

Apesar do sigilo, o evento atraiu mais de 450 pagantes e centenas mais se aglomeravam nas ruas comerciais vizinhas. Alguns homens idosos com turbantes e longas barbas pareciam surpresos, mas não desaprovadores.

O entusiasmo da multidão convenceu os seguranças e a polícia a entrarem em cena, balançando as cabeças e mexendo as pernas ao som da música.

O Sound Central foi organizado por Travis Beard, um fotojornalista australiano que entrou em uma banda quando se mudou para Cabul e se inspirou no talento e dedicação dos músicos locais.

(Reportagem adicional de Zhou Xin)

 
O australiano Travis Beard faz sua performance durante o Sound-Central, festival de música de um dia em Cabul. Sound Central, organizado por Beard, um fotojornalista australiano, foi algo inédito em um país islâmico profundamente conservador, onde a música era proibida sob o regime austero do Talibã. Mesmo agora, lojas de música são atacadas em algumas cidades e músicos perseguidos por seus trajes ou cabelos. 01/10/2011 REUTERS/Ahmad Masood