5 de Novembro de 2012 / às 10:08 / 5 anos atrás

Obama e Romney fazem esforço final no último dia de campanha

Presidente norte-americano, Barack Obama (D), e o candidato republicano Mitt Romney cumprimentam-se no início do último debate presidencial na Lynn University em Boca Raton, Flórida. Obama e Romney farão uma corrida frenética por uma série de Estados decisivos nesta segunda-feira, apresentando os argumentos finais aos eleitores no último dia de uma disputa extremamente acirrada pela Casa Branca. 22/10/2012Kevin Lamarque

Por John Whitesides

WASHINGTON, 5 Nov (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o adversário republicano, Mitt Romney, farão uma corrida frenética por uma série de Estados decisivos nesta segunda-feira, apresentando os argumentos finais aos eleitores no último dia de uma disputa extremamente acirrada pela Casa Branca.

Depois de uma campanha longa, agressiva e cara, pesquisas nacionais de intenção de voto mostram Obama e Romney em empate técnico antes da eleição de terça-feira, apesar de Obama ter uma ligeira vantagem em oito ou nove Estados decisivos que vão resolver a disputa.

Obama planeja visitar três desses Estados nesta segunda e Romney vai passar por quatro deles, numa luta por votos em uma campanha focada principalmente nos problemas econômicos, mas que às vezes tornou-se intensamente pessoal.

O resultado da eleição vai impactar uma variedade de questões de política interna e externa, desde o iminente "penhasco fiscal" de cortes de gastos e aumentos de impostos dos EUA a perguntas sobre como lidar com a imigração ilegal ou o desafio espinhoso das ambições nucleares iranianas.

O equilíbrio de poder no Congresso também estará em jogo na terça-feira, com os democratas de Obama provavelmente mantendo a estreita maioria no Senado e os republicanos de Romney favoritos para manter o controle da Câmara dos Deputados.

Em uma disputa onde os dois candidatos e seus aliados levantaram um total de 2 bilhões de dólares --a maior quantia de uma eleição na história dos EUA--, ambos os lados têm feito uma enxurrada de promessas de ajuda a Estados decisivos que estão com situação indefinida.

As margens estreitas nas pesquisas estaduais e nacionais sugerem a possibilidade de um decisão do vencedor dependendo de qual lado teve a maior participação de seus eleitores, uma vez que o voto não é obrigatório.

Nos últimos dias, tanto Obama como Romney se concentraram em incentivar os partidários e cortejando os últimos eleitores indecisos em Estados decisivos.

Romney mirou os eleitores insatisfeitos de Obama em 2008, se definindo como o candidato da mudança e ridicularizando o fracasso de Obama em cumprir algumas de suas promessas de campanha. "Ele prometeu fazer muito, mas francamente ele fez muito pouco", disse Romney em um comício em Cleveland, Ohio, no domingo.

Obama, citando a melhora nos dados econômicos sobre o ritmo de contratação, argumentou na reta final que tem feito progressos em recuperar a economia, mas que precisa de um segundo mandato na Casa Branca para terminar o trabalho. "Esta é uma escolha entre duas versões diferentes da América", disse Obama, em Cincinnati, Ohio.

Obama vai fechar a campanha nesta segunda-feira com uma blitz final em Wisconsin, Ohio e Iowa --três Estados do Meio-Oeste que, salvo surpresas em outros lugares, seriam suficientes para garantir a ele mais do que os 270 votos necessários no colégio eleitoral para conquistar a vitória.

As pesquisas mostram que Obama tem pequena vantagem em todos os três. Sua parada final na noite de segunda-feira será em Iowa, o Estado que o colocou a caminho da Casa Branca em 2008, com uma vitória em seu primeiro caucus nacional.

Romney vai visitar os Estados da Flórida e Virgínia --que ele tem que vencer e onde as pesquisas mostram que está ligeiramente à frente--, além de Ohio, antes de concluir a campanha em New Hampshire, onde lançou sua candidatura presidencial no ano passado.

O único Estado programado para receber uma visita de última dia de ambos os candidatos é Ohio, o mais crítico dos campos de batalha restantes -- particularmente para Romney.

O ex-governador de Massachusetts tem poucos caminhos para a vitória se não ganhar em Ohio, onde Obama manteve uma vantagem pequena, mas constante, nas pesquisas por meses.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below