Na castigada área de Nova York, vale a determinação para votar

terça-feira, 6 de novembro de 2012 18:21 BRST
 

Por Edith Honan

NOVA YORK, 6 Nov (Reuters) - Sharon Brown estava tão determinada a votar que voltou para sua casa inundada na noite anterior, a fim de estar a uma curta distância de seu local de votação no bairro Parque Rockaway no dia da eleição.

"Passar por aquela tempestade, observar a água subir, isso realmente faz pensar que vocês tem que votar", disse Brown durante um congelante dia no "supercentro" de votação instalado em uma tenda sem aquecimento, que atende oito zonas eleitorais.

"Mas eu estou viva, meus filhos estão vivos, e eu estou aqui para votar. É só o que importa", disse Sharon , uma enfermeira de 33 anos.

A supertempestade Sandy matou pelo menos 113 pessoas nos Estados Unidos e no Canadá, incluindo 40 na área da cidade de Nova York, quando passou pela cidade na semana passada, inundando casas, cortando a energia e paralisando o serviço de transportes em grande parte da região.

Na extremidade do bairro de Queens, uma das áreas mais afetadas pelo furacão, os eleitores enfrentam diversos problemas.

A votação foi inicialmente atrasada por quase uma hora enquanto mesários se esforçavam para conseguir fazer um gerador funcionar. Por fim, os moradores, muitos dos quais contam que perderam suas casas durante a tempestade e estão vivendo sem luz ou aquecimento a dias, começaram a preencher cédulas de papel no escuro.

No meio da manhã, a situação havia melhorado. Enquanto as pessoas esperavam para votar, conversavam sobre o que haviam perdido na tempestade, e sobre a determinação para fazer valer sua opinião nas urnas.