Número de mortos em terremoto na Guatemala sobe para 52

quinta-feira, 8 de novembro de 2012 22:18 BRST
 

CIDADE DA GUATEMALA, Guatemala, 8 Nov (Reuters) - O número de mortos no forte terremoto que atingiu a costa da Guatemala na quarta-feira subiu para ao menos 52, enquanto agentes mantinham as buscas por vários desaparecidos no noroeste do país, a região mais afetada e onde milhares de moradias foram danificadas.

O epicentro do terremoto, de magnitude 7,4 e o pior em 36 anos na Guatemala, foi no mar, 24 quilômetros a sudoeste da cidade portuária de Champerico, segundo dados do Serviço Geológico dos Estados Unidos.

A maioria das mortes aconteceu por causa de desabamentos nos Estados de San Marcos e Quetzaltenango, uma região montanhosa na fronteira com o México. O terremoto fechou estradas e complicou os esforços de resgate às vítimas.

"Esperamos tristemente que esse número vai continuar aumentando", disse o presidente Otto Pérez Molina em entrevista coletiva, acrescentando que 22 pessoas ainda estavam desaparecidas e que 2.263 moradias tiveram diferentes níveis de danos.

O tremor também foi sentido no país vizinho El Salvador e no populoso México, onde houve esvaziamento de edifícios, mas sem registro de danos ou vítimas.

Em San Cristobal Cucho, uma cidade de San Marcos, 10 pessoas de uma mesma família morreram soterradas por escombros, disse o bombeiro voluntário Ovidio Fuentes à rádio local. O único sobrevivente foi um adolescente de 17 anos.

O terremoto de quarta-feira foi o pior sofrido pela Guatemala desde 1976, quando um tremor de magnitude 7,5 causou a morte de cerca de 20 mil pessoas.

(Reportagem de Sofía Menchú)

 
Agentes resgatam nesta quinta-feira o corpo de um homem que morreu durante um deslizamento de terra provocado pelo terremoto que atingiu a Guatemala na véspera, em El Recreo, nos arredores de San Pedro Sacatepequez, na região de San Marcos. 08/11/2012 REUTERS/Jorge Dan Lopez