Disparos de tanque israelense matam ao menos 4, deixam 25 feridos em Gaza

sábado, 10 de novembro de 2012 15:53 BRST
 

Por Nidal al-Mughrabi

GAZA, 10 Nov (Reuters) - Bombardeios de tanques israelenses mataram pelo menos quatro palestinos e feriram 25 na Faixa de Gaza neste sábado, após um suposto ataque a uma patrulha do Exército de Israel na fronteira, disseram médicos palestinos e testemunhas locais.

O número de mortos foi um dos maiores em um único incidente em Gaza nos últimos meses. Moradores disseram que uma tenda lotada usada como local de um velório no bairro de Shijaia, perto da Cidade de Gaza, estava cheia de pessoas prestando homenagens a um homem enlutado, quando uma bomba os atingiu.

Ambulâncias, carros privativos e motocicletas levaram os feridos às pressas para o hospital, disseram testemunhas. Dentre os mortos estava um rapaz de 18 anos.

"A mira da ocupação contra civis foi uma grave escalação, que não deve passar em silêncio", disse o porta-voz do Hamas Fawzi Barhoum. "A resistência deve ser reforçada para bloquear a agressão."

O Exército israelense negou-se a comentar imediatamente, porém, a mídia local informou que um carro de patrulha do Exército havia sido atingido e gravemente danificado por um míssil anti-tanque no leste da Cidade de Gaza, pouco antes do ataque em Shijaia.

Em um incidente separado em outro local, quatro pessoas ficaram feridas em um ataque aéreo israelense na cidade de Khan Younis.

O ataque aconteceu em um período de tensão crescente ao longo da fronteira entre Israel e Gaza.

Em um ataque na quinta-feira, um menino de Gaza foi morto por um tiro israelense enquanto tropas travavam um tiroteio com militantes palestinos. Pouco depois, militantes explodiram um túnel cheio de explosivos perto da fronteira.

A Faixa de Gaza, um populoso território costeiro com mais de 1,5 milhão de pessoas, a maioria deles refugiados, é controlada pelos islamitas do Hamas, que rejeitam o direito de existência do Estado de Israel.