Petraeus diz que sabia de presença da Al Qaeda no ataque a Benghazi

sexta-feira, 16 de novembro de 2012 18:41 BRST
 

Por Susan Cornwell e Tabassum Zakaria

WASHINGTON, 16 Nov (Reuters) - O ex-diretor da CIA David Petraeus declarou nesta sexta-feira ao Congresso que ele e a agência de espionagem buscaram deixar claro desde o princípio que o ataque de setembro a um consulado dos Estados Unidos na Líbia contou com envolvimento militantes da Al Qaeda, segundo parlamentares.

Petraeus disse à comissão de inteligência da Câmara, que "havia extremistas no grupo" que realizou o ataque inicial ao consulado em Benghazi, descrevendo-os como afiliados à Al Qaeda e de outras facções, segundo o deputado C.A. Dutch Ruppersberger, líder democrata na comissão. "O fato é que ele esclareceu isso."

Mas outro deputado, o republicano Peter King, disse que o relato de Petraeus na sessão a portas fechadas diferiu da avaliação que a CIA passou ao Congresso há dois meses, logo depois dos ataques de 11 de setembro, que resultou na morte de quatro norte-americanos, inclusive o embaixador norte-americano na Líbia, Christopher Stevens.

"Ele também declarou que achava o tempo todo que havia deixado claro que havia um significativo envolvimento terrorista e essa não é a minha lembrança sobre o que ele nos disse em 14 de setembro", disse King.

Também nesta sexta-feira, Petraeus depôs à Comissão de Inteligência do Senado. Os dois depoimentos ocorrem uma semana depois de ele renunciar ao comando da CIA por causa da revelação de um relacionamento extraconjugal.

Parlamentares disseram que Petraeus se mostrou compungido e que sua renúncia não tinha nada a ver com questões relacionadas ao ataque de Benghazi ou a qualquer relutância em prestar depoimento ao Congresso.

"O general (da reserva) não tratou de questões específicas do relacionamento (extraconjungal), daquela questão", disse o deputado democrata Jim Langevin. "O que ele disse em sua declaração inicial era que ele lamentava as circunstâncias que levaram à sua renúncia."

Petraeus entrou e saiu das audiências sem ser visto pelos muitos jornalistas presentes.   Continuação...