Mesquita é atacada na Cisjordândia; moradores culpam colonos

segunda-feira, 19 de novembro de 2012 07:59 BRST
 

RAMALLAH, 19 Nov (Reuters) - Vândalos atearam fogo à entrada de uma mesquita na Cisjordânia nesta segunda-feira, danificando a porta, em um ataque que moradores disseram ter sido realizado por colonos judeus.

Moradores do vilarejo palestino de Orif, perto da cidade de Nablus, disseram que um grupo de colonos de um assentamento próximo foram à mesquita antes do amanhecer, jogaram gasolina em um em tapete perto da porta de entrada, e atearam fogo.

"Os colonos tentaram invadir a mesquita, mas estava trancada", disse o morador de Orif Issam al-Safadi à Reuters. "Então eles resolveram colocar fogo no tapete velho e na porta."

O Exército israelense disse que foi chamado para verificar o incidente e que está investigando.

O grupo de direitos humanos israelense B'tselem disse que grupos de colonos são suspeitos de atacar ao menos 10 mesquitas na Cisjordânia ocupada por Israel desde 2009.

Cerca de 500 mil israelenses e 2,5 milhões de palestinos vivem na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental, áreas que, junto com a Faixa de Gaza, foram capturadas por Israel na Guerra de 1967 no Oriente Médio e que os palestinos reivindicam posse para seu futuro Estado.

O ataque à mesquita aconteceu no sexto dia de um conflito entre israelenses e palestinos na Faixa de Gaza, em que as forças israelenses realizam ataques aéreos e militantes palestinos disparam foguetes contra cidades do sul israelense.

(Por Jihan Abdalla)