Surto de dengue na Ilha da Madeira aumenta casos da doença na Europa

quarta-feira, 21 de novembro de 2012 13:56 BRST
 

Por Kate Kelland

LONDRES, 21 Nov (Reuters) - A Europa está passando por sua primeira transmissão sustentada de dengue desde os anos 1920, com mais de 1.300 pessoas infectadas com a doença transmitida por mosquitos no arquipélago português da Madeira.

Em uma rápida avaliação de risco, o Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças (ECDC) disse que 25 casos da doença -- que também é chamada de "febre quebra-ossos" por causa da dor que pode causar -- foram encontrados na Europa em viajantes voltando da Madeira.

Tais casos já foram registrados em Portugal, Grã-Bretanha, Alemanha, Suécia e França, afirmou.

"Dada a dramática expansão da transmissão de dengue endêmica no mundo ao longo dos últimos 20 a 30 anos e o número elevado de visitantes para Madeira, o surto é grande e constitui um evento significativo de saúde pública", disse o ECDC em uma avaliação divulgada na noite de terça-feira.

Desde que o surto começou no início de outubro, 1.357 casos de dengue foram relatados por profissionais de saúde da Madeira, incluindo 669 casos confirmados por laboratório e 688 casos prováveis.

Oitenta e nove pessoas receberam tratamento hospitalar, mas não houve mortes até agora.

A dengue é uma infecção viral que pode causar uma série de sintomas, desde uma semelhança com uma gripe leve até situações mais graves como manchas vermelhas na pele e dor nos ossos. Formas graves e potencialmente mortais se desenvolvem em torno de 5 por cento dos pacientes.

Os principais transmissores da doença, mosquitos conhecidos como Aedes aegypti, têm uma presença estabelecida na Madeira, um arquipélago ao norte das Ilhas Canárias, no Oceano Atlântico.   Continuação...