Após Gaza, Netanyahu perde apoio mas ainda deve vencer eleição--pesquisa

sexta-feira, 23 de novembro de 2012 08:17 BRST
 

JERUSALÉM, 23 Nov (Reuters) - O descontentamento com o cessar-fogo que o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, acordou com o Hamas em Gaza custou-lhe apoio eleitoral antes das eleições de janeiro, mas o premiê ainda deve vencer nas urnas, mostrou uma pesquisa nesta sexta-feira.

A pesquisa do jornal israelense Maariv, a primeira desde a trégua que entrou em vigor na quarta-feira, mostrou que o partido recém-unificado de Netanyahu e do ministro de Relações Exteriores, Avigdor Lieberman, o Likud Beiteinu, levaria 37 das 120 cadeiras parlamentares na eleição do dia 22 de janeiro. A pesquisa realizada antes dos oito dias de conflito em Gaza sugeria que o partido levaria 43 assentos.

Segundo a pesquisa, 31 por cento dos israelenses aprovaram o cessar-fogo, enquanto 49 por cento eram contra. Questionados se o Exército deveria ter reocupado Gaza, 41 por cento eram contra e 29 por cento responderam a favor.

(Por Maayan Lubell)

 
Primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu perdeu apoio após firmar acordo com o Hamas. 22/11/2012 REUTERS/Gali Tibbon/Pool