Chávez viaja a Cuba para tratamento médico

terça-feira, 27 de novembro de 2012 21:38 BRST
 

CARACAS, 27 Nov (Reuters) - O presidente venezuelano, Hugo Chávez, retornará a Cuba para receber um tratamento médico, em um anúncio surpreendente que volta a colocar a sua saúde na cena política após ter se declarado curado de um câncer e conseguir a reeleição em outubro por mais seis anos.

O presidente pediu uma permissão temporária nesta terça-feira para se ausentar do país e se submeter a "várias sessões de oxigenação hiperbárica", segundo a carta enviada à Assembleia Nacional lida pelo presidente do órgão, Diosdado Cabello.

Chávez, que em outubro ganhou as eleições para um novo período de seis anos, passou por três cirurgias desde junho de 2011, quando foi diagnosticado com câncer e recebeu tratamento de químio e radioterapia desde então.

O tratamento hiperbárico com oxigênio é aplicado com frequência a pacientes que são submetidos previamente a radioterapia, o que pode debilitar seus ossos ou outros tecidos, segundo estudos médicos.

O procedimento, que implica a respiração de oxigênio puro, é realizado em câmaras pressurizadas. 㼀 Na carta, Chávez disse que seguirá realizando sessões de fisioterapia por recomendação médica, o que permitirá "consolidar" a sua recuperação.

O mandatário levava quase duas semanas sem aparecer em público, após ter informado ao país que descansaria da movimentada campanha eleitoral.

A permissão de viagem, que não requer delegar o poder ao vice-presidente, Nicolás Maduro, por ser de curta duração, começa a partir de 27 de novembro, mas o Legislativo não informou a data de retorno.

Chávez fez quase todos os seus tratamentos em Cuba, beneficiando-se do hermetismo na divulgação de informação que caracteriza esse país de governo comunista.

(Reportagem de Eyanir Chinea e Marianna Párraga)

 
O presidente venezuelano, Hugo Chávez, durante reunião do Conselho de Ministros, no Palácio Miraflores, em Caracas, na Venezuela, em 15 de novembro. 15/11/2012 REUTERS/Divulgação