Jornal oficial chinês cai em pegadinha sobre "sexy" líder norte-coreano

quarta-feira, 28 de novembro de 2012 10:10 BRST
 

XANGAI, 28 Nov (Reuters) - A ironia claramente não é o forte do jornal oficial do Partido Comunista Chinês, e o sisudo Diário do Povo foi ridicularizado, nesta quarta-feira, por não ter entendido uma piada sobre o líder da Coreia do Norte.

O site do jornal publicou um vasto álbum fotográfico do rechonchudo Kim Jong-un, na terça-feira, aparentemente acreditando no texto do site satírico dos EUA The Onion, que apontou Kim como "O Homem Vivo Mais Sexy de 2012".

Certamente chamou a atenção dos leitores chineses -- mas talvez não como os editores pretendiam.

O álbum foi replicado e comentado mais de 25 mil vezes na quarta-feira à tarde no site Weibo, espécie de Twitter chinês. "Agora entendo os padrões estéticos do nosso partido", disse um blogueiro.

O site do Diário do Povo, que é independente da versão impressa, não mencionou no texto ou nas legendas das fotos se entendeu a natureza satírica do The Onion, e um editor ouvido por telefone se negou a comentar.

"Foi só uma reportagem normal. Cobrimos a reportagem do The Onion de forma objetiva e factual", afirmou.

Se o texto irônico tiver sido confundido com uma notícia genuína, não seria a primeira vez que isso acontece na China.

Em 2002, o Beijing Evening News citou uma reportagem do The Onion segundo o qual o Congresso dos EUA ameaçava trocar Washington por outra cidade se não ganhasse uma nova sede, com cúpula retrátil. Era uma ironia com os times esportivos que ameaçam ir embora de uma cidade para conseguirem um novo estádio.

Para alguns leitores, as fotos de Kim --a cavalo, cumprimentando soldados, aplaudindo e acenando- causaram constrangimento.   Continuação...

 
Líder norte-coreano Kim Jong-Un (C) acena durante visita a unidade militar no extremo sudoeste de Pyongyang, em foto oficial da agência KCNA. Ironia claramente não é o forte do jornal oficial do Partido Comunista Chinês, e o sisudo Diário do Povo foi ridicularizado, por não ter entendido uma piada sobre o líder da Coreia do Norte. 19/08/2012 REUTERS/KCNA