28 de Novembro de 2012 / às 13:49 / em 5 anos

Chávez volta a Cuba para tratamento médico

Por Diego Ore e Mario Naranjo

Presidente venezuelano, Hugo Chávez, durante Conselho de Ministros no Palácio de Miraflores, em Caracas. Chávez chegou a Havana na manhã desta quarta-feira para se submeter a "tratamento de oxigenação", informou o jornal estatal cubano Granma em seu website. 15/11/2012 REUTERS/Miraflores Palace/Divulgação

CARACAS, 28 Nov (Reuters) - O presidente venezuelano, Hugo Chávez, convalescente de um câncer, chegou nesta quarta-feira a Havana para se submeter a um “tratamento de oxigenação” que voltou a desatar especulações sobre sua saúde, apenas um mês após ser reeleito para governar seu país por mais seis anos.

Depois de quase duas semanas sem aparecer em público, Chávez, de 58 anos, anunciou na terça-feira que irá ser submetido a “várias sessões de oxigenação hiperbárica” em Cuba. Ele, no entanto, não declarou a data de retorno a Caracas.

O jornal estatal cubano Granma confirmou a chegada de Chávez a Havana nesta madrugada sem mostrar imagens, diferentemente de outras vezes, quando a mídia venezuelana e da ilha mostravam a partida e a chegada do carismático líder ao vivo.

“Aqui é preciso falar com total transparência aos venezuelanos sobre qual é a situação, qual é o alcance desse tratamento. Assim deve ser na Venezuela e assim é em outros países”, disse Henrique Capriles, governador opositor que perdeu para Chávez na recente eleição presidencial.

Chávez se submeteu a três cirurgias e tratamentos de químio e radioterapia, a maioria na ilha de governo comunista, que conta com o sigilo de informações proporcionado pelos irmãos Raúl e Fidel Castro.

Em julho, antes do início da campanha eleitoral, o mandatário socialista se declarou livre do câncer.

A terapia hiperbárica é um tratamento de inalação de oxigênio puro por períodos curtos dentro de uma câmara pressurizada, aplicada com frequência a pacientes que sofreram o enfraquecimento de ossos e outros tecidos após a radioterapia.

A mídia venezuelana publicou um suposto relatório médico entregue aos médicos cubanos no qual se indica que Chávez fará “um tratamento para a dor”.

O documento também destaca que seu estado físico é “normal” e seu humor “bom, mas com períodos de depressão variáveis”, com perda de peso, náuseas e dores abdominais.

Funcionários do governo venezuelano não comentaram a viagem de Chávez, nem o relatório enviado ao Centro de Pesquisas Médicas Cirúrgicas, em Cuba, onde o presidente fez grande parte de seu tratamento.

Reportagem adicional de Eyanir Chinea e Andrew Cawthorne

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below