Forças de segurança da Tunísia tentam conter protestos

sábado, 1 de dezembro de 2012 13:52 BRST
 

SILIANA, 1 Dez (Reuters) - Forças de segurança tunisianas dispararam gás lacrimogêneo neste sábado em Siliana, na Tunísia, para dispersar milhares de manifestantes na cidade que já teve dias de confrontos esta semana sobre problemas econômicos no estado norte-africano.

A guarda nacional pertencente às forças do Ministério do Interior lançou gás lacrimogêneo de dentro de veículos blindados na cidade de Siliana, a noroeste de Túnis à beira do deserto Saara.

"Com nosso sangue e alma nos sacrificamos por você, Siliana", cantaram cerca de 3 mil manifestantes enquanto atiravam pedras contra as forças de segurança. A polícia perseguiu os manifestantes pelas ruas em um aparente esforço para prendê-los.

O partido islâmico Ennahda, que ganhou a primeira eleição pós-primavera árabe na Tunísia no ano passado, rejeitou os pedidos par remover o governador de Ennahda da região, acusando os políticos de esquerda de incitar os protestos.

O governo tenta reanimar a economia diante da queda do comércio com a zona do euro e de disputas entre secularistas e islamistas radicais salafistas sobre o futuro do país.

(Reportagem de Tarek Amara)