Governadores se encontrarão com Obama e Boehner sobre "abismo fiscal"

terça-feira, 4 de dezembro de 2012 12:22 BRST
 

WASHINGTON, 4 Dez (Reuters) - Faltando apenas algumas semanas para o "abismo fiscal" entrar em vigor, uma delegação de governadores vai se reunir nesta terça-feira com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e com líderes do Congresso em busca de algumas respostas sobre o impacto de medidas de redução de déficit sobre seus orçamentos estatais, dependentes de ajuda federal.

Concessões federais aos Estados compreendem cerca de um terço da receita estatal nos Estados Unidos, de acordo com o Pew Center on the States.

Cortes em contratações federais devido às reduções automáticas de orçamento a partir de 1 de janeiro também reduzirão os níveis de empregos regionalmente, com o maior impacto esperado para áreas com amplos números de fornecedores do setor de defesa.

Os governadores que participaração das conversas nesta terça-feira, que detém posições de liderança na Associação Nacional de Governadores, são os democratas Jack Markell de Delaware, Mark Dayton de Minnesota e Mike Beebe de Arkansas e os republicanos Gary Herbert de Utah, Scott Walker de Wisconsin e Mary Fallin de Oklahoma.

O chamado "abismo fiscal" refere-se à combinação de cortes de gastos do governo e aumentos tributários que serão implementados sob a lei atual a partir do início de 2013, o que pode reduzir o déficit orçamentário federal mas também colocar a economia de volta em recessão.

(Reportagem de Fred Barbash)