Três conselheiros de presidente egípcio renunciam em meio a crise

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012 19:37 BRST
 

CAIRO, 5 Dez (Reuters) - Três integrantes da equipe de conselheiros do presidente do Egito, Mohamed Mursi, renunciaram em meio à crise provocada por um decreto que ampliou os poderes do mandatário, disseram fontes presidenciais nesta quarta-feira.

Seif Abdel Fattah, Ayman al-Sayyad e Amr al-Leithy apresentaram suas renúncias, elevando para seis o número de funcionários da presidência que deixaram seus cargos após o decreto de Mursi.

 
Homem caminha em frente a um mural ilustrando o presidente egípcio Mohamed Mursi, no Cairo. Três integrantes da equipe de conselheiros de Mursi, renunciaram em meio à crise provocada por um decreto que ampliou os poderes do mandatário, disseram fontes presidenciais nesta quarta-feira. 05/12/2012 REUTERS/Amr Abdallah Dalsh