Pesquisas apontam vitória sólida da oposição no Japão

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012 08:49 BRST
 

Por Tetsushi Kajimoto e Linda Sieg

TÓQUIO, 6 Dez (Reuters) - O conservador Partido Liberal Democrático (PLD) se encaminha para conquistar uma maioria surpreendentemente sólida na eleição parlamentar do dia 16 de dezembro, segundo pesquisas divulgadas nesta quinta-feira.

O ex-premiê Shinzo Abe, que deve voltar ao cargo com a vitória do PLD, propõe um radical afrouxamento monetário por parte do Banco do Japão (banco central) para fortalecer o iene e combater a persistente deflação.

Abe também promete uma posição dura contra a China por causa das ilhas disputadas entre os dois países, além de abrandar os limites a atividades militares impostos há 65 anos na Constituição pacifista do país e re-escrever o que conservadores julgam ser relatos excessivamente arrependidos do Japão sobre as guerras em que se envolveu.

Pesquisas anteriores já indicavam a vitória do PLD, mas com uma maioria menor, que o obrigaria a uma aliança com o pequeno partido Novo Komeito.

Agora, a previsão é de que o PLD eleja de 257 a 306 deputados de um total de 480, segundo pesquisas feitas por grandes jornais, incluindo o Asahi e o econômico Nikkei, e pela agência de notícias Kyodo.

Mesmo com maioria expressiva, no entanto, é improvável que o PLD despreze o Novo Komeito.

E, seja como for, o PLD não terá maioria no Senado, que pode bloquear projetos.

Porém, uma recente mudança na lei impede a oposição de obstruir leis orçamentárias para fazer o governo de refém, como ocorreu nos últimos anos. Por isso, o PLD poderá ter mais facilidade para implementar seus planos para os gastos públicos, e poderá pressionar o Banco do Japão sem implementar uma nova legislação.   Continuação...