Empresário tentará levar Colorados de volta ao poder no Paraguai

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012 10:13 BRST
 

Por Daniela Desantis

ASSUNÇÃO, 10 Dez (Reuters) - Um bem-sucedido empresário paraguaio vai liderar os esforços do Partido Colorado, de direita, para tentar recuperar a Presidência na eleição de abril, depois de quatro anos à margem do poder.

O milionário Horácio Cartes, de 56 anos, um político novato com interesses empresariais que vão de bancos a tabaco, ganhou as primárias no domingo com apoio de cerca de 60 por cento, segundo resultados preliminares do partido.

Cartes lançou sua candidatura com uma nota conciliatória, pedindo a unidade do partido e prometendo que seu governo estaria comprometido com o combate à pobreza que aflige metade da população do Paraguai.

"Não há razão em se ter prédios enormes e estradas se quase 50 por cento do povo ainda é pobre", disse em sua sede de campanha, acompanhado pelas duas filhas e por seu candidato a vice-presidente, o ex-governador Juan Afara.

O Partido Colorado governou o país sul-americano sem saída para o mar e exportador de soja por mais de seis décadas sem interrupção, até 2008, quando foi derrotado pelo ex-bispo católico Fernando Lugo, de esquerda.

Lugo foi derrubado pelo Congresso em um polêmico impeachment no início deste ano, que deixou a Presidência nas mãos do político Federico Franco, do Partido Liberal, até a eleição de 21 de abril.

Cartes ganhou a indicação presidencial do Colorado depois de uma longa campanha, na qual conquistou líderes partidários que estavam céticos com relação a sua experiência política.

Seu principal adversário para a Presidência deve ser o candidato Efrain Alegre, do Partido Liberal, de centro-direita. Pesquisas de opinião mostram os dois partidos em uma disputa acirrada, com Alegre --que vem fazendo campanha há meses-- com uma leve vantagem.   Continuação...

 
Horácio Cartes comemora após resultado das eleições primárias revelar que ele será o candidato presidencial do Partido Colorado, em Assunção, Paraguai. Um bem-sucedido empresário paraguaio vai liderar os esforços do Partido Colorado, de direita, para tentar recuperar a Presidência na eleição de abril, depois de quatro anos à margem do poder. 9/12/2012 REUTERS/Jorge Adorno