Hugo Chávez encara cirurgia em Cuba e promete voltar "logo"

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012 16:00 BRST
 

Por Andrew Cawthorne e Diego Ore

CARACAS, 10 Dez (Reuters) - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, chegou a Cuba nesta segunda-feira para se submeter a uma cirurgia contra um câncer. Ele prometeu voltar rapidamente, apesar de ter admitido pela primeira vez que a doença poderá restringir a sua Presidência.

"Parto cheio de esperança. Somos guerreiros, cheios de luz e fé", afirmou Chávez, antes de embarcar para Havana. "Espero voltar logo."

Chávez ergueu o punho para o ar ao dar início ao mais novo capítulo de um governo tumultuado. Enquanto esteve no poder, houve um breve golpe contra ele, ondas de nacionalizações, greve no setor de petróleo e tensão aumentada com os Estados Unidos.

O líder socialista de 58 anos enfrenta sua quarta cirurgia desde meados de 2011 para uma terceira batalha contra um câncer na área pélvica. A notícia provocou uma alta nos títulos em dólar da Venezuela na segunda-feira, em razão da preferência de muitos investidores por um governo em Caracas mais simpático aos mercados.

Chávez surpreendeu a Venezuela no fim de semana ao anunciar que novas células malignas foram encontradas, apesar de ele ter se declarado completamente curado este ano.

Ele foi reeleito em outubro e deve começar seu novo mandato de seis anos em 10 de janeiro. A saída de Chávez do governo, seja antes ou depois dessa data, implicaria a convocação de uma votação em 30 dias.

Também marcaria o fim de uma era marcada por sua liderança extravagante da esquerda na América Latina e pelo seu papel de principal provocador de Washington na região.

Em um discurso à nação na noite de sábado, Chávez nomeou o vice-presidente e chanceler Nicolás Maduro para assumir o poder, caso ele fique incapacitado. Ele também exortou os simpatizantes a votarem em Maduro no caso de eleição.   Continuação...

 
Apoiadores do presidente venezuelano Hugo Chavez se reúnem para manifestar seu apoio e rezar por sua saúde na Praça Bolívar, em Caracas. Na placa se lê "Siga adiante, comandante!" Chávez embarcou na madrugada desta segunda-feira para Cuba, onde será operado de emergência após sofrer uma recaída do câncer, que ele reconheceu que pode encerrar seu governo de 14 anos. 09/12/2012 REUTERS/Jorge Silva