Rainha busca resposta para crise em visita ao BC britânico

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012 12:07 BRST
 

LONDRES, 14 Dez (Reuters) - A rainha Elizabeth questionou os banqueiros sobre os erros que levaram à crise financeira, em uma rara intervenção pública, durante visita ao Banco da Inglaterra (banco central), na quinta-feira.

Ela lhes perguntou se a complacência das autoridades tinha sido um fator para a crise e se o órgão supervisor do sistema financeiro não teve pulso para agir.

A rainha tocou num tema sensível, objeto de um debate que tem se intensificado desde o quase colapso do sistema bancário, e que é motivo de grande destaque nos meios de comunicação britânicos.

A monarca, de 86 anos, tradicionalmente evita entrar no debate político, mas há quatro anos perguntou incisivamente a acadêmicos por que ninguém havia previsto a crise que forçou o governo britânico a agir para salvar os bancos, provocou déficit orçamentário recorde e mergulhou a economia na recessão.

Os funcionários do Banco da Inglaterra tentaram responder à pergunta durante a visita real, dando uma explicação técnica que levou a rainha a explorar o tema ainda mais.

"Acho que em termos de dinheiro é muito difícil fazer previsões. Mas as pessoas têm sido um pouco.... negligentes?, perguntou, antes de concordar com um funcionário que o verdadeiro problema poderia ter sido "complacência".

Ela perguntou se o órgão que regulamenta o setor bancário não tinha na época os poderes de que precisava, refletindo planos de abolir a Autoridade de Serviços Financeiros e dividir suas responsabilidades entre o Banco da Inglaterra e uma nova entidade supervisora.

"Era realmente muito novo, não era? Mas não tem poderes ou algo assim?", perguntou a rainha, em comentários captados em imagens de televisão durante a visita.

(Reportagem de Tim Castle)

 
Rainha Elizabeth questionou banqueiros sobre erros que levaram à crise financeira durante visita ao banco central inglês. 14/12/2012 REUTERS/Eddie Mulholland/Pool