Irã diz que receitas do petróleo caíram pela metade--jornal

domingo, 16 de dezembro de 2012 13:17 BRST
 

DUBAI (Reuters) - As receitas do Irã com petróleo caíram pela metade neste ano em relação a 2011, publicou um jornal neste domingo, citando comentários do ministro da Economia do país, numa admissão do impacto profundo das sanções dos Estados Unidos e da União Europeia.

O Irã nega que esteja buscando desenvolver armas nucleares, afirmando que seu programa atômico tem fins pacíficos.

"Por causa das sanções, as receitas coletadas do petróleo do país caíram em 50 por cento", disse o ministro da Economia, Shamseddin Housseini, em declaração publicada no jornal econômico Donya-e-Eqtesad.

"Com a administração de nossos recursos e receitas, não haverá problema em pagar salários até o final deste ano", acrescentou, referindo-se ao ano-calendário do Irã, que se encerra em 20 de março de 2013.

Housseini fez os comentários em uma entrevista à televisão estatal no sábado e as afirmações foram publicadas pelo jornal neste domingo.

Além dos embargos petrolíferos, o Irã também enfrenta sanções financeiras que tornam difícil repatriar ganhos com o petróleo que consegue vender.

A partir de 6 de fevereiro, legislação dos EUA vai impedir o Irã de repatriar lucros com exportações de petróleo, uma medida que vai "travar" um volume substancial de recursos de Teerã, afirmaram autoridades norte-americanas.