17 de Dezembro de 2012 / às 15:13 / em 5 anos

Famílias iniciam funerais de crianças vítimas da tragédia de Newton

Por Emily Flitter e Dan Burns

Flores, velas e animais de pelúcia são vistos em um memorial montado por parentes e amigos das vítimas da tragédia de Newton, nos EUA. A pequena cidade do Estado de Connecticut abalada por um ato que o presidente norte-americano, Barack Obama, chamou de "mal impensado", realizará nesta segunda-feira os dois primeiros dos 20 funerais dos alunos mortos em suas salas de aula na semana passada. 17/12/2012 REUTERS/Eric Thayer

NEWTOWN, Connecticut, 17 Dez (Reuters) - A pequena cidade do Estado de Connecticut abalada por um ato que o presidente norte-americano, Barack Obama, chamou de “mal impensado”, realizará nesta segunda-feira os dois primeiros dos 20 funerais dos alunos mortos em suas salas de aula na semana passada.

Enquanto isso, escolas de todo o país reabrem suas portas para crianças confusas, assustadas e cheias de perguntas sobre por que o tiroteio em Newtown, Connecticut, aconteceu -- e se elas estão a salvo do mesmo perigo.

Obama, dirigindo-se a uma vigília em Newtown na noite de domingo, falou enfaticamente sobre as falhas do país em proteger as suas crianças e exigiu mudanças em resposta aos fuzilamentos em massa dos últimos meses.

“Nós não podemos tolerar mais isso. Essas tragédias precisam acabar. E para acabar com elas, temos de mudar”, disse ele, acrescentando que reuniria policiais, professores, profissionais de saúde mental e outros para estudar a melhor forma de deter a violência.

Mas antes que ocorram essas mudanças, as famílias das vítimas sofrerão. Noah Pozner e Jack Pinto serão sepultados na tarde desta segunda-feira.

Noah, que fez 6 anos no mês passado, foi a vítima mais jovem. Relatórios o descrevem como “curioso” e particularmente maduro para a sua idade. O rabino da família disse que incentivou a mãe de Noah a se concentrar em seus outros quatro filhos em meio à dor.

Jack, também 6 anos, era um lutador que adorava esportes. O jogador Victor Cruz, do time de futebol americano New York Giants, participou de um jogo no domingo com o nome do menino escrito em suas chuteiras e luvas.

Todas as crianças mortas tinham entre 6 e 7 anos de idade. A diretora da escola Sandy Hook Elementary, a psicóloga da escola e quatro professores também foram mortos a tiros.

As vítimas foram lembradas na noite de domingo em uma cerimônia de pouco mais de uma hora, em que Obama ofereceu palavras de esperança e promessas de ação para parar quaisquer novas tragédias.

“Assumir a responsabilidade por cada criança... Esta é a nossa primeira tarefa, cuidar de nossas crianças. É o nosso primeiro trabalho. Se nós não fizermos isso direito, nós não faremos nada direito”, disse Obama.

ESCOLAS PREPARAM-SE PARA ABRIR

Enquanto os dois meninos são sepultados e as outras famílias preparam seus próprios funerais, as escolas de todo o país tentarão abrir as portas como de costume. Algumas vão colocar seguranças extras, outras vão começar o dia com um momento de silêncio.

Mas, em Newtown, as escolas não vão reabrir nesta segunda-feira. O distrito já disse que os professores precisam de tempo para se preparar para o retorno dos alunos.

Em vez disso, grupos de esportes para jovens da cidade criaram um dia de atividades para manter as crianças ocupadas, com atletismo, jogos de tabuleiro, artes e artesanato. A superintendente de escolas Janet Robinson descreveu isso como um esforço “para ajudar a dar algum pequeno nível de conforto e apoio para as crianças em nossa comunidade”.

A comunidade também terá que tomar uma decisão sobre o que fazer com o prédio assolado por tiros da Sandy Hook Elementary, cujos alunos vão assistir às aulas, por enquanto, em uma escola vazia da cidade mais próxima.

Enquanto isso, um quadro mais detalhado do agressor de 20 anos de idade, Adam Lanza, surgiu no domingo.

Depois de matar sua mãe, Nancy Lanza, em casa, Adam Lanza seguiu para a escola. Ele havia frequentado a Sandy Hook quando era criança, de acordo com os ex-colegas.

Segundo a polícia, Adam Lanza estava armado com centenas de balas em compartimentos de alta capacidade de cerca de 30 tiros cada para o rifle AR Bushmaster 15 e duas pistolas que carregou para dentro da escola, além de ter uma quarta arma, uma espingarda, em seu carro do lado de fora.

Os investigadores estão examinando as provas forenses e vasculhando o local do crime em um processo que deve se estender por semanas.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below