Veredicto de caso sexual de Berlusconi pode sair antes de eleições

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012 14:56 BRST
 

MILÃO, 17 Dez (Reuters) - Uma juíza de Milão definiu a data para a audiência final do julgamento sexual de Silvio Berlusconi nesta segunda-feira, tornando possível um veredicto antes das eleições do próximo ano, quando o magnata da mídia tentará seu quinto mandato como primeiro-ministro.

A juíza Giulia Turri disse que, salvo mais atrasos, a última audiência seria em 4 de fevereiro. As datas mais prováveis das eleições são 17 de fevereiro ou 24 de fevereiro.

Há nove dias, Berlusconi anunciou que iria concorrer ao cargo novamente. As pesquisas mostram que o seu partido Povo da Liberdade (PDL) está atrás do Partido Democrático (PD) em cerca de 15 pontos percentuais.

Ele enfrenta uma pena máxima de 15 anos de prisão, mas isso não ocorrerá a menos que o veredicto seja mantido pelos dois recursos permitidos pela lei italiana, geralmente um processo demorado.

Uma semana atrás, a principal testemunha -- Karima El Mahroug -- não compareceu em tribunal, atrasando o julgamento por um mês. El Mahroug mais tarde disse a seu advogado que estava de férias no México.

Berlusconi é acusado de pagar por sexo com El Mahroug em festas realizadas em suas casas luxuosas, quando ela tinha menos de 18 anos, que é a idade mínima legal para a prostituição na Itália.

O julgamento, em que dezenas de mulheres descreveram as chamadas festas "Bunga Bunga" em residências de Berlusconi, é o mais sensacional de seus casos legais e tem atraído enorme atenção da mídia na Itália e no exterior.

Berlusconi nega todas as acusações e El Mahroug, que agora tem 20 anos, disse que nunca teve relações sexuais com ele.

(Reportagem de Manuela D'Alessandro e Ilaria Polleschi)