Première do novo filme de Tarantino é adiada por massacre de Newtown

terça-feira, 18 de dezembro de 2012 11:42 BRST
 

LOS ANGELES, 18 Dez (Reuters) - A première do novo filme de Quentin Tarantino, "Django Livre", uma história violenta sobre uma revolta de escravos, foi cancelada devido ao massacre em uma escola de Connecticut na semana passada, informou o estúdio responsável pelo filme, na segunda-feira.

"Nossos pensamentos e orações estão com as famílias da tragédia de Newtown, Connecticut, e neste momento de luto nacional decidimos adiar o nosso evento. Entretanto, faremos uma exibição privada para o elenco e equipe e seus amigos e famílias", anunciou um porta-voz do estúdio The Weinstein Company, em comunicado.

A première marcada para terça-feira em Los Angeles teria tapete vermelho e uma festa, mas em vez disso, haverá uma exibição privada sem a cobertura da mídia.

O filme, que recebeu cinco indicações ao Globo de Ouro na semana passada, estrela Jamie Foxx no papel de um escravo que vira um caçador de recompensas, buscando vingança de proprietários de uma fazenda com mão de obra escrava, enquanto tenta resgatar sua esposa.

O longa traz as marcas características do estilo de Tarantino, com várias cenas fortes e sangrentas de violência, aliadas ao humor negro, e deve ser lançado comercialmente nos EUA no dia do Natal.

Uma fonte na companhia privada Weinstein Company disse à Reuters que o cancelamento não estava relacionado à violência retratada no filme.

A Paramount Pictures cancelou a estreia do fim de semana do novo filme de Tom Cruise "Jack Reacher" e a Sociedade de Cinema do Lincoln Center adiou o debate com Cruise que faria após a exibição do filme, na segunda-feira, por respeito às famílias do massacre de Newtown.

Vinte e seis pessoas foram mortas no ataque à escola Sandy Hook, sendo 20 crianças, na sexta-feira, em Newtown, no Estado de Connecticut, por um atirador solitário que depois se matou.

(Reportagem de Piya Sinha-Roy)

 
Novo filme de Quentin Tarantino, que fala sobre uma violenta revolta de escravos, teve sua première adiada após massacre em uma escola de Connecticut. 16/12/2012 REUTERS/Carlo Allegri