18 de Dezembro de 2012 / às 19:53 / 5 anos atrás

"Sem-religião" são o 3o maior grupo do mundo, após cristãos e islã

Por Tom Heneghan

18 Dez (Reuters) - Pessoas sem afiliação religiosa compõem o terceiro maior grupo mundial, segundo um novo estudo sobre o tamanho dos credos no planeta, aparecendo atrás apenas de cristãos e muçulmanos, e logo à frente dos hindus.

O estudo, baseado em dados de 2010, mostra também que o islamismo e o hinduísmo são os credos que mais devem crescer no futuro, ao passo que o judaísmo tem a menor perspectiva de crescimento.

O cristianismo aparece como a religião mais global, presente em todas as regiões, ao contrário do hinduísmo, que concentra 94 por cento da sua população em um só país, a Índia.

No geral, 84 por cento da população do planeta, estimada na época em 6,9 bilhões de pessoas, se identifica com alguma religião, segundo o estudo divulgado na terça-feira pelo Fórum Pew para a Religião e a Vida Pública, intitulado “A Paisagem Religiosa Global”.

A categoria “não-afiliada” abrange todos aqueles que não professam nenhuma religião, de ateus e agnósticos até pessoas com crenças espirituais, mas sem ligação com uma fé estabelecida.

“Muitos dos religiosamente não-afiliados possuem crenças religiosas ou espirituais”, salienta o estudo.

“A crença em Deus ou em um poder superior é partilhada por 7 por cento dos adultos chineses não-afiliados, por 30 por cento dos adultos franceses não afiliados, e por 68 por cento dos adultos não-afiliados dos EUA”, disse o texto.

ILSÃ SE EXPANDE

Os números exatos de cada grupo são impossíveis de obter, e as estimativas para as maiores religiões podem ter uma margem de erro na casa de centenas de milhões de indivíduos. Esse estudo do Fórum Pew, de Washington, parece ser um dos mais amplos até agora.

O demógrafo Conrad Hackett, do Fórum Pew, disse que 2.500 censos, pesquisas e registros populacionais foram usados na compilação do relatório, e que isso não permite que seja colocada à parte a população de ateus e agnósticos.

“Não é o tipo de dado que esteja disponível para cada país”, disse ele. “Um censo irá tipicamente perguntar qual é a sua religião, e você pode identificar um número particular de afiliações, ou religião nenhuma.”

Uma categorização por idades mostra que os muçulmanos têm a menor idade mediana, 23 anos, contra 28 da população mundial total. A idade mediana significa aquela em que metade da população é mais velha, e metade é mais jovem.

“Os muçulmanos vão crescer como parcela da população mundial, e uma parte importante disso está nessa estrutura etária jovem”, disse Hackett.

Já o judaísmo, que tem 14 milhões de seguidores (0,2 por cento da população mundial), tem a maior idade mediana, 36 anos, o que significa uma menor perspectiva de crescimento. A idade mediana dos cristãos é de 30 anos, e dos hindus é de 26. Entre os sem filiação religiosa, a idade mediana é de 34 anos, o que indica um potencial de crescimento pequeno.

O estudo calcula que haja no mundo 2,2 bilhões de cristãos (31,5 por cento da população mundial), sendo metade católicos.

Os muçulmanos são 1,6 bilhão (23 por cento da população mundial), sendo cerca de 90 por cento sunitas.

Entre os 1,1 bilhão de pessoas sem filiação religiosa, mais de 700 milhões (62 por cento do total) vivem na China. Os não-religiosos compõem 52,2 por cento da população chinesa.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below