ONU condena abusos a direitos no Irã, Coreia do Norte e Síria

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012 19:32 BRST
 

NAÇÕES UNIDAS, 20 Dez (Reuters) - A Assembleia Geral da ONU condenou na quinta-feira a Coreia do Norte, o Irã e a Síria por abusos disseminados aos direitos humanos, e os três países rejeitaram as resoluções adotadas pela maioria das 193 nações, qualificando-as de politizadas.

A resolução sobre a Síria, apresentada por Catar, Arábia Saudita, Estados Unidos, Grã-Bretanha, França e outros governos árabes e ocidentais, recebeu 135 votos favoráveis, 12 contrários e 36 abstenções.

A resolução contra o Irã, redigida pelo Canadá e copatrocinada por outros países ocidentais, foi aprovada por 86 x 32, com 65 abstenções. A resolução sobre a Coreia do Norte foi aprovada por consenso.

As resoluções a respeito do Irã, Coreia do Norte e Mianmar (além da Síria, desde o ano passado) já se tornaram um ritual anual. A votação de uma proposta de resolução sobre Mianmar, já aprovada numa comissão interna da ONU, foi adiada enquanto implicações orçamentárias são avaliadas.

Falando à Assembleia, o embaixador iraniano na ONU, Mohammad Khazaee, lamentou que "o atual sistema de monitoramento dos direitos humanos abra as portas para um tratamento seletivo, arbitrário, parcial e contraproducente".

(Por Michelle Nichols)