Obama elogia Hagel, mas diz não haver decisão sobre secretário de Defesa

domingo, 30 de dezembro de 2012 12:56 BRST
 

WASHINGTON, 30 Dez (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ofereceu forte apoio ao ex-senador republicano Chuck Hagel, como o possível próximo secretário de Defesa, mas disse que ainda não se decidiu sobre a escolha de um candidato ao cargo no Pentágono.

Hagel é considerado um dos principais candidatos para substituir o secretário de defesa Leon Panetta, que está deixando o cargo, mas ele tem sido criticado pelo seu histórico com Israel e por um comentário de que ser gay era um fator inibidor para o cargo de embaixador.

"Servi com Chuck Hagel. Eu o conheço. Ele é um patriota. Ele é alguém que fez um trabalho extraordinário no Senado dos EUA e uma pessoa que serviu este país com bravura no Vietnã", disse Obama ao "Meet the Press" da NBC, em entrevista gravada no sábado e transmitida no domingo. Obama disse que não via nada que desqualificasse Hagel.

O presidente disse que Hagel havia se desculpado por seus comentários sobre a homossexualidade, mencionados por David Gregory, da NBC, durante a entrevista.

"Em relação a esse comentário especifico que você citou, ele já pediu desculpas por isso", disse Obama.

"E acho que é uma prova do que tem sido uma mudança positiva ao longo da última década em se tratando das atitudes das pessoas em relação aos gays e lésbicas que servem ao nosso país. E isso é algo que me orgulho muito de ter liderado."