Líder italiano de centro-esquerda cobra posição clara de Mario Monti

domingo, 30 de dezembro de 2012 14:10 BRST
 

ROMA, 30 Dez (Reuters) - O líder italiano de centro-esquerda Pier Luigi Bersani cobrou do primeiro-ministro do país, Mario Monti, a definição sobre qual lado sua ampla aliança de centro apoiará nas eleições de fevereiro.

Monti disse na sexta-feira que gostaria que sua aliança fosse além das tradicionais fronteiras políticas e una uma coalizão de facções e grupos da sociedade civil em torno de uma agenda de reformas destinadas a combater os problemas econômicos da Itália.

O anúncio encerrou especulações sobre se Monti buscaria um segundo mandato e colocou o primeiro ministro contra Bersani, do Partido Democrático (PD) e contra Silvio Berlusconi.

Mas Bersani pediu neste domingo para Monti ser mais claro sobre se ele apoia uma agenda de esquerda ou de direita e que apresente sua proposta questões como direitos civis.

"Esta aliança centrista precisa explicar exatamente onde está", disse Bersani a jornalistas no domingo.

"Será que Monti e o centro acreditam que o sistema político bipolar não está funcionando? Será que eles querem desmantelá-lo? Se não, então, de qual lado eles estão?"

Ele repetiu que a centro-esquerda está aberta a discutir uma possível aliança com Monti uma vez que sua posição torne-se mais clara.

As demandas de Bersani vêm depois que Berlusconi atacou Monti, no sábado, acusando-o de fechar um acordo escondido com a esquerda, para ajudá-los a garantir o poder após as eleições de fevereiro.