Dissidentes chineses fazem rara visita à esposa de prêmio Nobel

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012 11:23 BRST
 

PEQUIM, 31 Dez (Reuters) - Um pequeno grupo de dissidentes chineses forçaram a passagem por guardas de segurança na semana passada para visitar a esposa detida do prêmio Nobel da Paz, Liu Xiaobo, e entregar uma mensagem de apoio, disse um dos dissidentes nesta segunda-feira.

Liu, um dissidente veterano envolvido nos protestos na Praça de Tiananmen em 1989 pró-democracia e esmagados pelo exército chinês, ganhou o prêmio em 2010. Ele foi preso no ano anterior e está cumprindo uma pena de 11 anos.

Sua esposa, Liu Xia, está em prisão domiciliar. Ela raramente tem permissão para sair e quase nunca pode receber visitas.

O amigo da família e dissidente Hu Jia disse que ele e um grupo pequeno passou entre os guardas no apartamento no subúrbio de Pequim na sexta-feira, aniversário de Liu Xiaobo, para serem recebidos por uma surpresa Liu Xia.

Hu disse que a visita durou apenas alguns minutos, e que Liu Xia expressou medo de que o governo daria punições contra ela pela visita.

(Por Ben Blanchard)