Putin concede cidadania russa a Gérard Depardieu

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013 10:28 BRST
 

MOSCOU, 3 Jan (Reuters) - O presidente da Rússia, Vladimir Putin, concedeu a cidadania russa ao ator francês Gérard Depardieu, que deixou seu país natal para escapar do proposto aumento de impostos para os ricos, informou o governo russo nesta quinta-feira.

O astro de "Cyrano de Bergerac" foi no ano passado para o outro lado da fronteira, na Bélgica, para fugir do aumento de impostos planejado pelo presidente socialista, François Hollande, e Putin disse que ele seria bem-vindo na Rússia.

"Se Gérard realmente quiser ter uma permissão de residência na Rússia ou um passaporte russo, acreditamos que o assunto está resolvido e resolvido de forma positiva", disse Putin em uma coletiva de imprensa no mês passado.

O wesbite do governo russo informou nesta quinta-feira que Putin havia assinado um decreto concedendo a cidadania a Depardieu. O texto do comunicado sugere que o ator, de 63 anos, havia feito uma solicitação para obtê-la. Um representante do ator não quis comentar.

O Conselho Constitucional da França bloqueou no mês passado a taxa planejada de impostos de 75 por cento nos rendimentos superiores a 1 milhão de euros (1,32 milhão de dólares), mas Hollande planeja propor uma lei com outro texto que ainda "irá cobrar mais daqueles que têm mais".

(Reportagem de Megan Davies; Reportagem adicional de Catherine Bremer, em Paris)

 
Ator francês Gérard Depardieu recebeu cidadania russa do presidente Vladimir Putin para que possa fugir do aumento de impostos para os ricos em seu país. 11/03/2012. REUTERS/Charles Platiau