Republicano Boehner é reeleito presidente da Câmara dos EUA

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013 20:36 BRST
 

WASHINGTON, 3 Jan (Reuters) - Apesar de algumas semanas difíceis durante a luta por um acordo para evitar o "abismo fiscal", John Boehner foi reeleito nesta quinta-feira presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos e vai liderar o embate dos republicanos com a Casa Branca em relação aos gastos federais.

Boehner derrotou a líder da minoria democrata, Nancy Pelosi, por 220 a 192 na votação pelo posto no primeiro dia de um novo Congresso.

Não houve uma possível revolta contra Boehner de conservadores aborrecidos com sua maneira de lidar com a crise fiscal e apenas um punhado de republicanos votou contra ele.

Alguns republicanos criticaram o congressista de Ohio por atrasar a ajuda para as vítimas da tempestade Sandy no nordeste do país e apoiar aumentos de impostos para os ricos, pedido pelo presidente Barack Obama para evitar o "abismo fiscal", um conjunto de cortes de gastos e aumentos de impostos.

Novas batalhas devem acontecer por cortes de gastos para programas domésticos e militares, assim como pelo limite do "teto da dívida" de quanto o governo federal pode tomar emprestado.

"Ser presidente (da Câmara) hoje não é fácil, eu digo a vocês", afirmou o deputado republicano Peter King em programas matutinos da televisão nesta quinta-feira.

King, de Nova York, estava entre os que criticaram Boehner na quarta-feira por adiar uma votação antecipada sobre um pacote de ajuda de 60 bilhões de dólares para as vítimas do Sandy.

Sob pressão, Boehner, de 63 anos, concordou depois no mesmo dia em votar na sexta-feira um pacote de ajuda de 9 bilhões de dólares, e em 15 de janeiro outro pacote de 51 bilhões de dólares.

(Reportagem de David Lawder e Thomas Ferraro)