Discurso de Armstrong na Lua não foi tão improvisado, diz irmão à BBC

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013 17:05 BRST
 

Por Irene Klotz

CABO CANAVERAL, Estados Unidos, 3 Jan (Reuters) - O astronauta Neil Armstrong pode não ter falado totalmente de improviso quando deu a declaração mais icônica na história do voo espacial tripulado.

Armstrong escreveu a frase "Esse é um pequeno passo para um homem, um salto gigante para a humanidade" antes de decolar de Cabo Canaveral, na Flórida, com os astronautas da Apollo, Buzz Aldrin e Michael Collins, em julho de 1969, disse agora o irmão dele, segundo trechos de um documentário que foi ao ar recentemente na BBC Two.

Por causa de uma falha na comunicação via rádio, milhões de pessoas que assistiam à televisão quando Armstrong se tornou o primeiro ser humano a pisar na superfície da Lua nunca o escutaram pronunciar a palavra "um" antes de homem.

Armstrong, que morreu em agosto aos 82 anos, sempre manteve que tinha criado a frase depois de tocar na Lua em 20 de julho de 1969, enquanto esperava para deixar o módulo lunar Eagle.

Mas o irmão caçula de Armstrong, Dean, falando em entrevista para o documentário "Neil Armstrong - Primeiro Homem na Lua", transmitido no domingo, disse que isso não era totalmente correto.

"Dean me disse que Neil lhe mostrou a frase antes de deixar o Cabo, então talvez algumas semanas antes da missão", disse o produtor Chris Riley à Reuters.

Um porta-voz da família Armstrong não respondeu a um pedido da Reuters para uma declaração.

"Acho que o momento da revelação de Dean Armstrong é curioso", disse Robert Pearlman, proprietário e curador da CollectSpace.com, um site de história espacial.   Continuação...