Reguladores aliviam regra-chave de bancos para estimular crédito

domingo, 6 de janeiro de 2013 17:54 BRST
 

Por Caroline Copley e Huw Jones

BASILEIA/LONDRES, 6 Jan (Reuters) - Reguladores globais deram aos bancos neste domingo mais quatro anos e maior flexibilidade para aumentar as suas reservas, permitindo que os bancos usem parte desse dinheiro para ajudar na recuperação de economias em dificuldade.

O recuo em relação a uma norma rigorosa sobre liquidez bancária foi maior do que os bancos esperavam.

O bancos reclamavam que não poderiam cumprir o prazo de janeiro de 2015 para uma nova regra do Comitê da Basileia sobre uma reserva mínima de ativos facilmente vendáveis.

A comissão supervisora do Comitê concordou neste domingo em dar mais quatro anos para a implementação da regra e aumentar o leque de ativos que os bancos podem ter nas suas reservas.

As mudanças foram significativas em relação à primeira versão das regra, divulgada há dois anos.

"Pela primeira vez na história da regulação, nós temos um padrão mínimo global para liquidez bancária", disse à imprensa o presidente da comissão supervisora, Mervyn King, na Basiléia, Suíça.

As mudanças anunciadas neste domingo surpreenderam os banqueiros e devem estimular o crédito.

(Reportagem de Caroline Copley, na Basileia, e Huw Jones, em Londres)