Detetive de arte encontra obra de Matisse roubada há 25 anos na Suécia

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013 13:37 BRST
 

ESTOCOLMO, 7 Jan (Reuters) - Um detetive de arte britânico recuperou uma pintura do artista francês Henri Matisse roubada há 25 anos de um museu de Estocolmo.

A obra "Le Jardin", avaliada em cerca de 6 milhões de coroas suecas (916.200 dólares), foi recuperada por Christopher Marinello, um especialista em recuperação de arte do Art Loss Register, em Londres.

"É fantástico que a pintura tenha aparecido de novo", disse Kristin Ek, porta-voz do Moderna Museet, em Estocolmo. "Ela foi roubada há tanto tempo que nós realmente tínhamos quase perdido a esperança".

A pintura foi roubada em maio de 1987 quando um ladrão invadiu o museu com uma marreta durante a noite.

O roubo foi relatado tanto para a Interpol quanto para a Art Loss Register (ALR), o maior banco de dados privados internacionais do mundo sobre artes roubadas, perdidas e saqueadas.

A pintura foi recuperada após um negociante de arte na Grã-Bretanha verificar o registo na ALR antes de vender a obra de Matisse.

"Estamos felizes que a pintura parece estar bem e em boas condições", disse Ek, do Moderna Museet. "Foi um bom começo para o Ano Novo."

Marinello não deu detalhes de como ele pegou o Matisse.

"Nenhum braço foi quebrado e nenhum pagamento foi feito", disse ele, acrescentando que a pintura seria devolvida ao museu por meio do Ministério da Cultura da Suécia.   Continuação...