9 de Janeiro de 2013 / às 18:08 / 5 anos atrás

Nova cepa de norovírus se dissemina pelo mundo

Por Kate Kelland

LONDRES, 9 Jan (Reuters) - Uma nova cepa de norovírus de inverno que provoca vômitos se espalhou para a França, Nova Zelândia e Japão, vindo da Austrália, e está dominando todas as outras para se tornar a variedade dominante na Grã-Bretanha, disseram autoridades da área de saúde nesta quarta-feira.

A variedade de norovírus, conhecida como Sydney 2012, foi identificada num artigo científico na semana passada e a Agência de Proteção à Saúde da Grã-Bretanha (HPA, na sigla em inglês) disse que testes genéticos mostraram que ela agora estava provocando mais casos na Inglaterra e no País de Gales do que as outras cepas.

A Sydney 2012 não tem sintomas piores do que outras variedades, mas pode causar vômitos, diarreia e às vezes febre, dores de cabeça e de estômago.

Os casos de norovírus aumentaram mais cedo do que o esperado neste inverno na Grã-Bretanha, em toda a Europa, no Japão e em outras partes do mundo.

Embora o norovírus geralmente provoque apenas alguns dias de mal-estar, é responsável por milhões de infecções todos os anos e também é famoso por sua capacidade de fugir do controle.

Nos Estados Unidos, os Centros para o Controle e a Prevenção de Doenças dizem que os norovírus provocam 21 milhões de enfermidades por ano, com 70.000 casos exigindo internação hospitalar e cerca de 800 terminando em morte.

O cientista Ian Goodfellow, que vem estudando o norovírus há 10 anos, descreve-o como "a Ferrari do mundo viral" e "um dos vírus mais infecciosos para o homem".

Últimos números da HPA mostram uma queda nos casos de norovírus relatados no período do Natal, algo que os cientistas haviam previsto, mas com 4.140 casos até agora na Inglaterra e no País de Gales, as infecções ainda são 63 por cento maiores do que nesta época no ano passado.

Para cada caso confirmado em laboratório, os cientistas estimam que haja 288 casos não relatados, já que a grande maioria das pessoas afetadas não procura um médico. Isso significa que o número de pessoas infectadas na Grã-Bretanha até agora pode ser mais de 1,2 milhão.

"O surgimento de uma nova cepa não significa que ela provoque doenças mais graves, e a gestão de surtos e daqueles com a doença continua a mesma", disse o diretor do departamento de referência de virologia do HPA, David Brown.

"O norovírus sofre uma mutação rápida e novas cepas estão surgindo constantemente. No início da temporada é normal que os surtos sejam causados por um conjunto de cepas diferentes. No entanto, conforme a estação progride, algumas cepas se saem melhor e se tornam dominantes."

Não há um tratamento específico para uma infecção por norovírus, a não ser deixar que a doença siga seu curso normalmente e tentar se manter hidratado, ingerindo regularmente líquidos. Os sintomas costumam durar por volta de dois dias.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below