Palestino é morto em Gaza, mas Israel nega envolvimento no caso

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013 19:07 BRST
 

GAZA, 14 Jan (Reuters) - Autoridades médicas palestinas acusaram soldados israelenses de matar um agricultor na Faixa de Gaza nesta segunda-feira, mas uma porta-voz militar negou qualquer envolvimento de Israel.

Mustafa Abu Jarad foi morto com um tiro na cabeça na cidade de Beit Lahiya, na fronteira com Israel, disse o Ministério da Saúde de Gaza, comandada pelo grupo islâmico Hamas.

O homem de 21 anos foi levado ao hospital Shifa, mas morreu depois, disseram médicos.

Uma porta-voz militar israelense disse que as autoridades checaram "e aparentemente o incidente não está relacionado com o Exército de Israel".

Uma fonte que falou sob condição de anonimato disse que Israel suspeitava que o homem foi atingido por um palestino.

A fronteira entre Israel e Gaza tem se mantido calma desde novembro, quando oito dias de disparos de foguetes palestinos contra Israel e ataques aéreos israelenses mataram 170 palestinos e seis israelenses.

Desde então, quatro palestinos foram mortos a tiros por tropas israelenses na região de fronteira, a maioria deles numa área que Israel considera zona proibida por anos, argumentando haver o risco de ataques contra seus soldados.

Os palestinos afirmam que as restrições negam a muitos agricultores o acesso a suas terras.

(Reportagem de Nidal al-Mughrabi)