January 16, 2013 / 12:52 PM / 5 years ago

Taxa cambial do euro não é grande preocupação

3 Min, DE LEITURA

Por Michael Shields e Angelika Gruber

VIENA/BERLIN, 16 Jan (Reuters) - O integrante do conselho deliberativo do Banco Central Europeu, Ewald Nowotny, afirmou que não compartilha da preocupação do chefe do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker, sobre a valorização do euro, observando que o BCE visa a estabilidade dos preços, e não taxas de câmbio.

Após o comentário, o euro subiu, chegando a ganhar 0,3 por cento contra o dólar para 1,3310, recuperando as perdas causadas pela análise de Juncker na noite de terça-feira.

Junker havia dito na terça-feira que o euro estava "perigosamente alto", mas Nowotny jogou um balde de água fria nas expectativas de que o BC poderia agir para reduzir a taxa de câmbio.

"Eu acho que não se deve supervalorizar a flutuação de curto prazo das taxas de câmbio. E não vejo uma perspectiva de tendência a longo prazo, então, do meu ponto de vista, não é uma questão de grande preocupação", ele afirmou a repórteres nesta quarta-feira.

Em Berlim, o ministro da Economia da Alemanha, Philipp Roesler, também repetiu a avaliação. "Nós não vemos as coisas dessa maneira (que a moeda está sobrevalorizada)", disse acrescentando que a Alemanha não precisa se preocupar com o aumento na taxa de juros neste ano.

confiança

Nowotny, que é presidente do Banco Central da Áustria, citou que há um aumento na expectativa de que a crise de dívida da Europa está sob controle. "Estou certo de que a situação de pânico, se é que houve alguma, já acabou", afirmou.

"Nós estamos claramente muito mais estáveis agora. Não há razão para sermos descuidados, mas há motivos para um otimismo cauteloso."

Ele disse, no entanto, que a economia da zona do euro vai encolher em 2013, mas deve começar a se recuperar nos primeiros três meses do ano, voltando a crescer em 2014.

"Para a zona do euro como um todo, prevemos um declínio em 2013, mas acreditamos que o ponto da virada vai ocorrer no primeiro trimestre", afirmou Nowotny em conferência em Viena.

"Para 2014, esperamos que a economia tenha claro crescimento econômico", emendou.

Ele minimizou os dados que mostraram contração na economia alemã no último trimestre de 2012. "Eles (os dados) estão dentro das expectativas, não estou particularmente preocupado."

Nowotny também afirmou não ver pressão inflacionária na zona do EUA, dizendo que o BCE precisa ficar atento para evitar tanto alta quanto queda de preços. "Até o momento estamos numa situação bastante equilibrada", disse.

Reportagem adicional de Sarah Marsh e Madeline Chambers

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below