Taxa cambial do euro não é grande preocupação

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013 10:49 BRST
 

Por Michael Shields e Angelika Gruber

VIENA/BERLIN, 16 Jan (Reuters) - O integrante do conselho deliberativo do Banco Central Europeu, Ewald Nowotny, afirmou que não compartilha da preocupação do chefe do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker, sobre a valorização do euro, observando que o BCE visa a estabilidade dos preços, e não taxas de câmbio.

Após o comentário, o euro subiu, chegando a ganhar 0,3 por cento contra o dólar para 1,3310, recuperando as perdas causadas pela análise de Juncker na noite de terça-feira.

Junker havia dito na terça-feira que o euro estava "perigosamente alto", mas Nowotny jogou um balde de água fria nas expectativas de que o BC poderia agir para reduzir a taxa de câmbio.

"Eu acho que não se deve supervalorizar a flutuação de curto prazo das taxas de câmbio. E não vejo uma perspectiva de tendência a longo prazo, então, do meu ponto de vista, não é uma questão de grande preocupação", ele afirmou a repórteres nesta quarta-feira.

Em Berlim, o ministro da Economia da Alemanha, Philipp Roesler, também repetiu a avaliação. "Nós não vemos as coisas dessa maneira (que a moeda está sobrevalorizada)", disse acrescentando que a Alemanha não precisa se preocupar com o aumento na taxa de juros neste ano.

CONFIANÇA

Nowotny, que é presidente do Banco Central da Áustria, citou que há um aumento na expectativa de que a crise de dívida da Europa está sob controle. "Estou certo de que a situação de pânico, se é que houve alguma, já acabou", afirmou.

"Nós estamos claramente muito mais estáveis agora. Não há razão para sermos descuidados, mas há motivos para um otimismo cauteloso."   Continuação...