Salazar, secretário do Interior dos EUA, anuncia saída do governo

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013 15:40 BRST
 

Por Ayesha Rascoe

WASHINGTON, 16 Jan (Reuters) - O secretário do Interior dos Estados Unidos, Ken Salazar, que ajudou a liderar a resposta do governo ao maior derramamento de petróleo na história do país, anunciou nesta quarta-feira que deixará o cargo até o final de março para retornar ao seu rancho no Colorado.

O ex-senador pelo foi empossado com a promessa de arrumar a "bagunça" no Departamento do Interior, mas foi o enorme vazamento de petróleo da BP em 2010 no Golfo do México que terminou por provocar a revisão dramática da regulamentação de perfuração offshore do país.

A saída de Salazar acontece quando o gabinete do presidente Barack Obama passa pela típica reformulação para seu segundo mandato, e será parte de uma oportunidade para refazer a equipe da área de energia.

A chefe da Agência de Proteção Ambiental, Lisa Jackson, anunciou que não ficará. O secretário de Energia Steven Chu também deve sair.

Salazar é o segundo membro hispânico do gabinete a deixar o governo, depois da renúncia na semana passada da Secretária de Trabalho, Hilda Solis.

O Denver Post, o primeiro a noticiar a saída de Salazar, disse que o presidente Barack Obama queria que ele permanecesse no departamento, que tem um papel importante na regulamentação das indústrias, como as de energia e a de mineração sobre terras públicas.

O sucessor de Salazar no Departamento do Interior, que gerencia centenas de milhões de hectares, inclusive parques nacionais e florestas, virá provavelmente de um Estado no oeste, onde está localizada a maioria das terras de propriedade federal.

Os potenciais candidatos à pasta do Interior incluem a governadora de Washington, Christine Gregoire, o ex-senador Jeff Bingaman, que foi presidente do comitê de energia do Senado, e Bill Ritter, ex-governador do Colorado.   Continuação...