Líderes rivais chegam a acordo sobre nova Constituição no Zimbábue

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013 18:28 BRST
 

HARARE, 17 Jan (Reuters) - O presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, e o primeiro-ministro Morgan Tsvangirai anunciaram nesta quinta-feira um acordo para a adoção de uma nova Constituição no país e disseram que em breve convocarão um referendo sobre a nova Carta, que abrirá caminho para eleições neste ano.

Mugabe, que é presidente desde a independência, em 1980, e Tsvangirai são rivais declarados, mas formaram uma coalizão depois das contestadas eleições de 2008, tendo a redação de uma nova Constituição como prioridade antes da realização de um novo pleito.

Os dois políticos passaram quase quatro horas reunidos na residência oficial de Mugabe para resolver as últimas divergências a respeito da Constituição, mas o presidente se negou a dar detalhes.

Mugabe disse que um texto será agora redigido para ser levado a referendo. "Vamos estipular nosso mapa e declarar quando um referendo será realizado, e isso ditará também quando nossas eleições serão realizadas", afirmou.

Tsvangirai confirmou o acordo, dizendo que o fim do impasse foi um "momento definidor".

Problemas de financiamento e constantes atritos entre os partidos da coalizão vinham adiando a adoção de uma nova Constituição, que inicialmente estava prevista para ser concluída em 2010.

(Reportagem de Nelson Banya)