Veterano jornalista turco Mehmet Ali Birand morre aos 71 anos

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013 17:46 BRST
 

ISTAMBUL, 18 Jan (Reuters) - O jornalista turco Mehmet Ali Birand, cujos documentários e livros ajudaram a moldar a compreensão que muitos turcos têm da sua tumultuada história recente, morreu na quinta-feira em Istambul aos 71 anos.

Birand sofreu uma parada cardíaca durante uma cirurgia na vesícula biliar, segundo o Hurriyet Daily News, onde ele trabalhou. O jornalista havia passado em 2011 por uma cirurgia contra um câncer.

Em quase 50 anos de carreira, ele entrevistou líderes internacionais como Bill Clinton, François Mitterrand e Saddam Hussein. Trabalhou principalmente como colunista e âncora de telejornais, inclusive no canal CNN Turk.

O premiê turco, Tayyip Erdogan, que foi várias vezes entrevistado por Birand, descreveu-o como "profissional e apaixonado" e comentou que rezou por ele durante a cirurgia anterior.

Os documentários de Birand sobre os golpes militares de 1960 e 1980 ajudaram a elucidar aos turcos esses momentos cruciais da sua história recente. Seu livro "30 Hot Days" (30 Dias Quentes) foi um relato visto por dentro das manobras da Grã-Bretanha, Estados Unidos, Turquia e Grécia que se seguiram à invasão turca de 1974 em Chipre.

(Reportagem adicional de Harry Papachristou)