Ataques suicidas coordenados miram prédios do governo em Cabul

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013 10:13 BRST
 

Por Hamid Shalizi

CABUL, 21 Jan (Reuters) - Homens-bomba e atiradores lançaram um ataque de sete horas contra a sede da polícia de trânsito de Cabul, informaram autoridades locais, o segundo ataque coordenado contra prédios do governo em menos de uma semana.

O Taliban assumiu a responsabilidade pelo ataque, que elevou a possibilidade de que insurgentes estejam focados em testar as forças de segurança de Cabul, após uma série de grandes ataques a alvos ocidentais no ano passado.

"Está muito claro que quanto mais as forças da segurança afegã estão ficando à frente, mais elas são miradas pelos insurgentes", disse o porta-voz da Força Internacional de Assistência para Segurança da Otan (Isaf, na sigla em inglês), brigadeiro Gunter Katz.

Três policiais de trânsito foram mortos e quatro ficaram feridos no ataque, que é contínuo e começou por volta das 6h do horário local (0h30 no horário de Brasília), quando dois homens-bomba detonaram explosivos, afirmou o vice-ministro do Interior, general Abdul Rahman, à Reuters.

"Três terroristas foram mortos, outros dois estão refugiados em uma sala, eles podem se explodir a qualquer minuto", acrescentou.

Uma espessa coluna de fumaça negra subia do complexo cercado, à medida que um helicóptero do Exército afegão sobrevoava o local, onde insurgentes e forças de segurança travavam um violento tiroteio.

(Texto de Amie Ferris-Rotman e Dylan Welch)

 
Forças de segurança afegãs correm no telhado da polícia de trânsito de Cabul durante ataque de insurgentes na capital afegã. 21/01/2013 REUTERS/Omar Sobhani