Netanyahu vence eleição, mas bancada encolhe, diz boca de urna

terça-feira, 22 de janeiro de 2013 21:06 BRST
 

Por Alistair Lyon

JERUSALÉM, 22 Jan (Reuters) - O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, conquistou um novo mandato na eleição desta terça-feira, mas viu seu bloco direitista perder espaço inesperadamente para a oposição de centro-esquerda, segundo pesquisas de boca de urna.

De acordo com as pesquisas, o partido Likud, de Netanyahu, que disputou a eleição coligado com o nacionalista Yisrael Beitenu, terá 31 dos 120 deputados - 11 a menos do que na legislatura anterior. Ele poderá se aliar com outros partidos de direita, chegando a 61 ou 62 deputados, contra 58 ou 59 da centro-esquerda.

Se esses resultados compilados por três canais de TV estiverem corretos, Netanyahu governará pelo terceiro mandato, após antecipar as eleições acreditando na sua força política.

"De acordo com os resultados de boca de urna, está claro que os cidadãos de Israel decidiram que querem que eu continue no cargo de primeiro-ministro de Israel e que forme um governo mais amplo possível", escreveu Netanyahu em sua página no Facebook.

Após uma campanha apática, o comparecimento às urnas, num dia ensolarado, foi o maior desde 2003, segundo as projeções iniciais. Esse fator animou os partidos de centro-esquerda, que depositavam suas esperanças em mobilizar uma multidão de indecisos contra Netanyahu e seus aliados nacionalistas e religiosos.

O partido centrista Yesh Atid (Há um Futuro), liderado pelo ex-apresentador de TV Yair Lapid, ficou em segundo lugar, com 18 ou 19 cadeiras, segundo as pesquisas - um resultado expressivo para um novato na política.

Lapid teve bastante apoio do eleitorado laico de classe média, ao prometer resolver a crescente escassez de moradias, abolir a dispensa de seminaristas judeus do serviço militar e iniciar uma reforma do sistema educacional.

O outrora dominante Partido Trabalhista, comandado por Shelly Yachimovich, deve ficar em terceiro lugar, com 17 cadeiras.   Continuação...