Após sanção da ONU, Coreia do Norte ameaça guerra contra o Sul

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013 09:40 BRST
 

Por Jack Kim

SEUL, 25 Jan (Reuters) - A Coreia do Norte ameaçou atacar a rival Coreia do Sul caso Seul venha a aderir a medidas impostas pela ONU em resposta ao lançamento de um foguete norte-coreano em dezembro. Paralelamente, os Estados Unidos anunciaram mais restrições econômicas a Pyongyang.

No terceiro dia consecutivo de declarações inflamadas, a Coreia do Norte direcionou na sexta-feira sua fúria contra Seul, ao dizer que "sanções significam uma guerra e uma declaração de guerra contra nós".

"Se o grupo de traidores fantoches tomar parte direta nas ‘sanções' da ONU, a RDPC irá tomar fortes contramedidas físicas acerca disso", disse o Comitê para a Reunificação Pacífica da Coreia, órgão do governo comunista norte-coreano encarregado das relações com a Coreia do Sul.

Na terça-feira, com aval da China -única aliada diplomática relevante de Pyongyang-, o Conselho de Segurança da ONU aprovou por unanimidade uma resolução que condenava o lançamento do foguete norte-coreano em dezembro e ampliava sanções pré-existentes.

Os EUA impuseram, na quinta-feira, novas sanções econômicas a duas autoridades bancárias norte-coreanas e a uma "trading" de Hong Kong acusada por Washington de apoiar os programas de armas de destruição em massa da Coreia do Norte.