Rebeldes sírios libertam 300 de prisão no norte, diz ativista

sábado, 26 de janeiro de 2013 16:07 BRST
 

AMMAN, 26 Jan (Reuters) - Soldados da oposição síria libertaram cerca de 300 prisioneiros de uma cadeia próxima à fronteira com a Turquia e encontraram 30 outros mortos com tiros na cabeça, disse um ativista da oposição neste sábado.

Soldados de várias brigadas têm atacado a Prisão Central de Idlib nos últimos três dias. Eles ocuparam uma das duas principais construções na noite de sexta-feira e estão cercando a segunda construção, que está localizada no topo de uma colina e é melhor defendida, disse o ativista Abu Ali.

Gravações em vídeo mostraram rebeldes liderando prisioneiros para fora da prisão em meio ao som de tiros de armas automáticas e cantos de "Deus é maior". Outros foram mostrados dentro da cadeia buscando prisioneiros.

"Trinta corpos de prisioneiros foram encontrados com tiros na cabeça feitos por seus carcereiros antes de escaparem para plantações de oliveiras ali perto", disse Ali por telefone do local.

"Aqueles encontrados vivos e libertados eram principalmente presos políticos cativos desde o início da revolta. Eles ficaram sem comida por 2 a 3 dias. Os carcereiros não tinham tempo de alimentá-los, ou não queriam", acrescentou.

(Reportagem de Khaled Yacoub Oweis)