Jato F-16 dos EUA baseado na Itália por ter caído no Mar Adriático

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013 22:49 BRST
 

ROMA, 28 Jan (Reuters) - Um jato F-16 dos Estados Unidos pode ter caído nesta segunda-feira durante um exercício de treinamento sobre o Mar Adriático e a Força Aérea norte-americana disse que a condição de seu piloto baseado na Itália era desconhecida.

A Força Aérea dos EUA e a guarda costeira italiana conduziam uma missão de busca e resgate em meio às más condições climáticas, com visibilidade limitada. Uma mancha de combustível foi avistada no mar, segundo a agência de notícias estatal Ansa.

A Força Aérea americana apenas disse que "perdeu contato" com o F-16 por volta de 20h (17h em Brasília), uma linguagem frequentemente usada para descrever uma possível queda, embora autoridades da Força Aérea tenham se recusado a especular sobre o incidente.

"O avião estava participando de uma missão de treinamento sobre o Mar Adriático com uma pessoa a bordo. A condição do piloto é desconhecida neste momento", disse a Força Aérea dos EUA em comunicado.

Um porta-voz da Guarda Costeira italiana disse à Reuters que o esforço de busca e resgate estava enfrentando dificuldades por causa de chuva e neve na área.

"A busca continua, apesar da escuridão e do clima ruim", disse ele, sem poder confirmar a notícia da Ansa de que uma mancha de combustível teria sido vista na água.

Um helicóptero, quatro embarcações da Guarda Costeira e quatro navios comerciais estavam vasculhando as águas, a 16 quilômetros de Cervia, na costa nordeste do país. Mergulhadores da Guarda Costeira também foram acionados para entrar em ação de manhã.

Uma porta-voz na Base Aérea de Aviano, no norte do país, afirmou que mais informações serão divulgadas quando estiverem disponíveis.