Criança é mantida refém pelo terceiro dia após tiroteio no Alabama

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013 18:57 BRST
 

MIDLAND CITY, Estados Unidos, 31 Jan (Reuters) - Um homem acusado de matar o motorista de um ônibus escolar e levar um menino como refém para um porão fortificado abastecido com alimentos e energia permanece cercado pelo terceiro dia nesta quinta-feira no Alabama, Estados Unidos.

As autoridades evitam comentar a situação na pequena localidade de Midland City, no canto sudeste do Alabama.

Agentes municipais, estaduais e federais estão acampados perto do refúgio do sequestrador desde terça-feira, quando, segundo a polícia, um homem armado exigiu que um aluno descesse de um ônibus que transportava mais de 20 crianças da escola para suas casas.

O motorista do ônibus, Charles Albert Poland Jr., de 66 anos, se recusou a liberar o menino e levou vários tiros. O assassino fugiu do local com a criança, que está na pré-escola, segundo a polícia.

Nesta quinta-feira, o homem completou dois dias entrincheirado com o menino na sua propriedade rural.

"Os negociadores ainda estão se comunicando com o suspeito", disse o porta-voz do Departamento de Segurança Pública do Alabama, Robyn Bradley Litchfield.

O homicídio seguido de sequestro ocorreu num momento de acalorado debate no país sobre o controle das armas de fogo, especialmente em escolas, depois que um jovem fortemente armado matou 20 crianças e 6 adultos em dezembro numa escola primária de Connnecticut.

As autoridades não divulgaram oficialmente os nomes do suposto atirador nem da criança, que eles acreditam estar ilesa.

Um parlamentar do Alabama, o deputado Steve Clouse, disse a jornalistas que o menino sofre da síndrome de Asperger e do déficit de atenção com hiperatividade, mas que pôde continuar recebendo medicação durante o cativeiro.   Continuação...