Guarda costeira japonesa prende barco chinês perto de ilha

sábado, 2 de fevereiro de 2013 11:00 BRST
 

XANGAI, 2 Fev (Reuters) - A guarda costeira japonesa deteve neste sábado um navio pesqueiro chinês perto da ilha japonesa de Okinawa, no sul do país, e prendeu o capitão por coletar corais ilegalmente, informou uma autoridade do órgão.

A embarcação foi abordada perto da ilha de Miyako, a cerca de 150 quilômetros das ilhas no Mar da China Oriental, que são centro de uma disputa territorial entre os dois países, cerca de 400 quilômetros a leste de Taipei.

Uma longa disputa sobre ilhas no Mar da China Oriental, chamadas de Senkaku no Japão e Diaoyu na China, teve novos desdobramentos nos últimos meses e a tensão chegou a ponto de ambos os países destacarem caças para patrulhar navios no mar que divide as nações.

Em setembro de 2010, a prisão do capitão de uma traineira chinesa pela guarda costeira japonesa, perto das ilhas disputadas, causou um série de acusações por parte de Pequim e protestos em frente a missões diplomáticas japonesas.

A autoridade da guarda costeira japonesa afirmou neste sábado que o capitão do barco foi preso por violação da lei japonesa para proteger a Zona Econômica Exclusiva do país da pesca ilegal.

A embarcação foi encontrada coletando corais dentro da zona, 48 quilômetros a noroeste de Miyako, afirmou a autoridade. O barco e os 12 tripulantes foram levados à ilha de Miyako.

(Por John Ruwitch)