Lino Oviedo, candidato à presidência do Paraguai, morre em acidente

domingo, 3 de fevereiro de 2013 14:01 BRST
 

ASUNCION, 3 Fev (Reuters) - O candidato à presidência do Paraguai Lino Oviedo, que ajudou a liderar o golpe de 1989 que derrubou o ex-ditador Alfredo Stroessner, morreu em um acidente de helicóptero neste final de semana.

General aposentado conhecido como uma figura pública dinâmica, Oviedo, que tinha 69 anos, iria concorrer na eleição presidencial em abril para comandar o empobrecido e politicamente instável país latino-americano.

Equipes de resgate encontraram o corpo de Oviedo neste domingo junto aos destroços de um helicóptero no norte do Paraguai, por onde ele estava viajando para um evento de campanha.

O dia 3 de fevereiro marca exatamente 24 anos do golpe que encerrou a ditadura de Stroessner.

Oviedo foi acusado de conspirar para derrubar governos na década de 1990 e foi condenado a dez anos de prisão. Ele foi perdoado antes de terminar a pena e voltou à política como líder do partido União Nacional de Cidadãos Éticos.

(Por Daniela Desantis e Mariel Cristaldo)

 
Foto de arquivo de Lino Oviedo, candidato à presidência do Paraguai, durante coletiva de imprensa em Assunção. Oviedo, que ajudou a liderar o golpe de 1989 que derrubou o ex-ditador Alfredo Stroessner, morreu em um acidente de helicóptero neste final de semana. 18/04/2008 REUTERS/Jorge Adorno