Libertados na Síria 2 reféns russos e 1 italiano

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013 11:53 BRST
 

MOSCOU, 4 Fev (Reuters) - Dois russos e um italiano que eram mantidos reféns havia dois meses foram soltos na Síria em troca da libertação de três rebeldes, informou o Ministério de Relações Exteriores da Rússia nesta segunda-feira.

Segundo o ministério, Viktor Gorelov, Abdessattar Hassun e Mario Belluomo, tomados como reféns pelas forças rebeldes em 12 de dezembro, foram libertados no domingo e estão com boa saúde.

"Os russos já foram trazidos para a Embaixada da Rússia em Damasco", disse o comunicado do ministério, publicado em seu site. "Um cidadão italiano que havia sido sequestrado com eles, M. Belluomo, será entregue às autoridades italianas por meio do Ministério dos Negócios Estrangeiros sírio."

O comunicado assinala que os três haviam sido capturados por rebeldes quando iam da cidade de Homs ao porto sírio de Tartus.

De acordo com a imprensa italiana, Belluomo, de 63 anos, trabalhava como engenheiro na Síria em uma siderúrgica perto da cidade portuária de Latakia.

O ministério da Rússia não informou o que os cidadãos do país faziam na Síria, mas a mídia russa indicou que eles também estariam trabalhando na mesma siderúrgica.

A Rússia é a principal fornecedora de armas à Síria e é aliada do presidente Bashar al-Assad.

O governo russo bloqueou três resoluções do Conselho de Segurança da ONU que visam exercer pressão sobre Assad.

A Rússia considera que a saída de Assad não deve ser uma condição prévia para uma solução negociada do conflito, que já dura 22 meses e deixou mais de 60 mil mortos. (Reportagem de Thomas Grove)