Impasse com criança refém nos EUA acaba com morte de sequestrador

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013 21:42 BRST
 

MIDLAND CITY, Estados Unidos, 4 Fev (Reuters) - Um atirador que manteve um menino de cinco anos refém por quase uma semana num porão na região rural do Alabama, nos Estados Unidos, foi morto nesta segunda-feira e a criança levada para um local seguro sem ferimentos, disseram agentes de segurança.

Agentes do FBI invadiram o esconderijo subterrâneo para resgatar a criança depois de temerem que ele estava em "perigo iminente", disse o agente especial da região Steve Richardson.

Negociações com o suspeito, identificado como Jimmy Lee Dykes, de 65 anos, pioraram durante as últimas 24 horas, disse Richardson durante entrevista coletiva televisionada.

"O senhor Dykes foi observado segurando uma arma", afirmou o agente do FBI.

O resgate do menino aconteceu no sétimo dia de um impasse numa comunidade rural no sudeste do Alabama envolvendo Dykes, um caminhoneiro aposentado e veterano da guerra no Vietnã.

A criança estava sendo tratada num hospital local, mas estava fisicamente ilesa, acrescentou Richardson.

Não estava imediatamente claro como Dykes morreu.

Dykes capturou o menino na terça-feira passada depois de entrar num ônibus escolar perto de sua casa e matar o motorista com quatro tiros de uma arma de 9 milímetros, disseram autoridades do departamento de xerife local.

Uma fonte da segurança afirmou que uma granada não letal foi detonada como parte da operação para libertar o menino, porém mais detalhes não foram imediatamente divulgados.

O drama perto de Midland City, no Alabama, aconteceu em meio às crescentes preocupações com a violência armada e segurança escolar nos Estados Unidos, após o massacre de dezembro que causou a morte de 20 crianças e seis adultos numa escola primária em Connecticut.

(Reportagem de Sharon Reich, Tom Brown e Colleen Jenkins)