Tropas francesas começam a deixar Mali em março, diz chanceler

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013 20:53 BRST
 

PARIS, 5 Fev (Reuters) - A França planeja começar a retirar suas tropas do Mali a partir de março e focará suas operações no combate aos rebeldes islâmicos no norte do país, disse o chanceler francês, Laurent Fabius, nesta terça-feira.

"Vamos continuar agindo no norte onde alguns paraísos terroristas permanecem", disse Fabius em entrevista à edição de quarta-feira do jornal Metro. "Acho que a partir de março, se tudo acontecer de acordo com o planejado, o número de tropas francesas deverá diminuir."

A França enviou quase 4.000 militares por terra, assim como aviões de guerra e veículos blindados para a operação de três semanas chamada Serval, que tem abalado o controle de 10 meses de militantes islâmicos sobre as cidades do norte do país.

Agora, uma força africana autorizada pela Organização das Nações Unidas (ONU) deve começar a assumir as operações gradualmente com cerca de 8.000 militares, dos quais 3.800 já foram enviados.

A França e seus aliados querem evitar que islâmicos usem o deserto do norte do Mali como uma base para lançar ataques contra países africanos vizinhos e o Ocidente.

"Os grupos narcoterroristas têm sido contidos graças a nossos ataques", disse Fabius. "Mas ainda pode haver atos individuais. Temos que ficar atentos."

(Reportagem de John Irish)